Tudo sobre alisamento de cabelos

Os tratamentos de Alisamento mais solicitados atualmente nos salões de beleza são os de Relaxamento & Alisamentos. Os produtos destinados a realizá-los, atuam quebrando as ligações das moléculas capilares, deixando-as numa nova posição e modificando o formato dos cabelos. Atualmente estes produtos são formulados a partir de três diferentes substâncias:

Hidróxido de Sódio - Produtos alcalinos, pH 12-13;
Tioglicolato de Amônia - Produtos com um pH alcalino, que remove o sebo protetor, facilitando a sua penetração nos fios;
Hidróxido de Guanidina - Produtos sem lixívia.

Essa substância também possui um pH alcalino, sem odor, sendo mais eficiente que o Hidróxido de Sódio e menos agressivo à pele. Necessita de um neutralizador ácido, embora não seja apropriada a todos os tipos de cabelo.

As Novidades são a Oxoacetamida Carbocisteina e a Oxoacetamida Amino Ácidos que permitem a mudança temporária da estrutura do cabelo deixando os fios mais fáceis de modelar, diminuem e controlam o volume, reduzem o frizz, além de proporcionarem brilho e movimento com aspecto natural aos cabelos sem o uso da agressividade dos químicos alcalinos (muito utilizado nos Alisamentos Infantis e Cabelos com estrutura fina).

Temos o prazer de esclarecer todas as suas dúvidas, de forma a garantir a sua satisfação e manter os seus cabelos sempre lisos e saudáveis.

É por essa exatidão que efectuamos mais de 200 alisamentos semanalmente e temos o orgulho de representar as melhores técnicas do mercado.

Somos os únicos que lhe oferecem o certificado de garantia dos alisamentos de cabelo às suas clientes.

AVALIAÇÃO DO CABELO

VER +

Primeiro é feita uma avaliação em Anamnese, de seguida, analisamos o cabelo considerando o tipo de fios e o grau de intensidade das ondas, o comprimento, a quantidade, o histórico do cabelo, ou seja, identificamos se passou por processos químicos considerando a porosidade e o estado em que se encontra em toda sua extensão.

Cada caso requer uma aplicação específica, caberá à nossa experiência profissional distinguir entre milhares de tipos de cabelos o procedimento técnico ideal e ainda considerar as suas diferenças estruturais entre a raiz, o meio e a ponta. Depois desta análise é feito um teste através de um aparelho de rastreio para medir o potencial de hidrogênio dos fios de cabelo e certificar a resistência e necessidades proteicas do cabelo da cliente. Após estes passos dar-se-á continuidade ao tratamento.

Makeover - alisamentos - alisamento a laser

Dicas & Curiosidades

De acordo com a classificação universal de tipos de cabelos, estes dividem-se em três grupos: mongoloides (asiáticos), negroides (africanos) e caucasianos (europeus). Dentro dessa classificação, os cabelos orientais possuem algumas características peculiares, são extremamente lisos, negros e apresentam maior brilho e um alto teor de humidade.

Estrutura básica dos fios de cabelo:

- O ser humano possui em média 100.000 fios de cabelo.
- Os ruivos, 90.000.
- Os morenos, 110.000.
- Os louros, 140.000

O diâmetro médio do fio de cabelo depende de vários fatores:

Os louros variam entre 0,017 a 0,051 mm e os de cor escura, entre 0,064 e 0,1 mm.
Crescimento médio anual: 12 cm. O cabelo feminino cresce mais devagar que o masculino.
O cabelo masculino é mais denso que o feminino. Acima de 50% dos homens de idade na faixa de 50 anos, sofre queda de cabelo segundo um padrão definido masculino.
40 % das mulheres quando atingem a menopausa, apresentam um padrão feminino hereditário de queda dos cabelos. Em geral, 90% dos fios de cabelo estão em crescimento e 10% em repouso.
Distúrbios da tireoide e deficiência de ferro no organismo são fatores responsáveis pela queda de cabelo. O consumo de drogas e vários tipos de medicamentos contribuem também para a queda de cabelo. Pode-se perder mais de 50 % dos cabelos antes de que se torne evidente para as outras pessoas.
É normal a perda de 100 fios de cabelo por dia e esse número ainda varia segundo vários fatores, entre eles, a alimentação, o estado de saúde e hábitos individuais.

Diariamente nos adultos em média, a soma total do crescimento dos fios de cabelo atinge 35 metros.

- O cabelo é o tecido humano que mais cresce no corpo.
- As pontas partidas ou espigadas não podem ser recuperadas e devem ser cortadas.
- Cortar os cabelos não interfere com o seu crescimento.
- O cabelo cresce mais no clima quente do que no clima frio.
- Nas pessoas idosas o cabelo cresce menos e torna-se menos denso.
- A higiene correta não resseca os cabelos.
- A lavagem frequente não aumenta a queda de cabelos.
- Pentear é menos prejudicial do que escovar.
- Massajar regularmente o couro cabeludo, aumenta o fluxo sanguíneo, irriga as raízes dos cabelos e potencia o seu crescimento.
- A poluição enfraquece e tira o seu brilho dos cabelos. É particularmente prejudicial para os cabelos oleosos, uma vez que atrai e retém as impurezas contidas na atmosfera.
- A húmidade estica os fios do cabelo.
- A textura ou trama do cabelo é determinada pelo diâmetro individual de cada fio.
- Os cabelos de pessoas da raça negra crescem mais devagar e são mais frágeis que os de outras raças.
- Os cabelos de pessoas asiáticas crescem mais rápido e possuem maior elasticidade.
- Os africanos e europeus são mais propensos a ficar carecas do que os asiáticos.

Makeover - alisamentos - alisamento a laser Makeover - alisamentos - alisamento a laser

AFINAL COMO SE DANIFICA O CABELO?

VER +

Os cabelos saudáveis e bonitos requerem cuidados especificos tal como a nossa pele. A melhor maneira de prevenir e reparar as agressões aos cabelos é entender como estas ocorrem. Os danos nos cabelos resultam de traumas mecânicos e químicos que alteram a estrutura física do cabelo. Este têm três camadas básicas: a cutícula, o córtex e a medula.

A cutícula é camada mais externa da escala de proteção, é a principal estrutura do cabelo e é responsável pela força, brilho, textura, maciez e maleabilidade dos fios. O córtex fornece força ao eixo do cabelo e determina a cor e a textura. A medula é a camada mais interna do cabelo onde são determinados o corpo e a força do cabelo. A cutícula pode ser danificada por meios químicos ou mecânicos, como a descoloração ou os secadores de cabelos. Os fatores ambientais, como a exposição à luz solar, a poluição, o vento e a água do mar ou de piscina também podem causar danos.

Existem quatro fatores fundamentais para manter um cabelo saudável: brilho, eletricidade estática, força e exposição solar.

Brilho

Um cabelo brilhante é normalmente comparado a um cabelo saudável, mesmo que a saúde de um folículo capilar não possa ser determinada devido a sua localização dentro do couro cabeludo. O brilho é devido à luz refletida por uma superfície lisa, se as cutículas estão abertas, em consequência das agressões acima citadas, os fios não retêm água nem proteínas e a superfície do fio de cabelo fica porosa, não refletindo a luz. Os condicionadores que contêm agentes que formam uma película sobre o fio podem aumentar o brilho dos cabelos e ajudar as camadas de cutículas a cobrirem o eixo dos cabelos dando-lhes uma aparência mais lisa.

Eletricidade estática

Pentear ou escovar o cabelo faz com que os fios se tornem carregados negativamente, criando eletricidade estática e deixando os fios arrepiados. Os cabelos finos são mais suscetíveis à eletricidade estática do que os cabelos mais grossos devido à maior área de superfície da cutícula. Os condicionadores que contêm amônia quaternária podem reduzir a eletricidade estática por produzirem uma carga positiva nos fios, neutralizando a eletricidade estática. 

Força

Os condicionadores compostos por ingredientes tais como proteínas hidrolisadas ou queratina capilar humana hidrolisada, possuindo um baixo peso molecular, ajudam a aumentar a força dos cabelos, penetrando facilmente nos fios, nutrindo-os em profundidade. Enquanto não há nenhum meio de reverter as "pontas duplas", aparar as pontas a cada 2 ou 3 meses e tratamentos de condicionamento profundo ajudam a manter os fios flexíveis e com boa aparência.

Exposição solar

A exposição aos raios UV pode induzir a oxidação das moléculas de enxofre dentro do eixo capilar, que são importantes para a força dos cabelos. Quando ocorre essa oxidação, os cabelos tornam se quebradiços, ressecados e ásperos. Os cabelos descoloridos ou com madeixas podem também apresentar pequenas mudanças de cor quando expostos aos raios UV. O cabelo loiro pode desenvolver um "fotodescoloramento", deixando-os amarelados. Até mesmo os cabelos castanhos podem mudar de cor, tendem a desenvolver uma coloração avermelhada devido à oxidação dos pigmentos de melanina. Para proteger seus cabelos dos danos causados pelos raios solares, procure usar condicionadores "leave-in" que contenham óxido nítrico. Outra proteção eficaz são os bonés e chapéus feitos de materiais sólidos. 

Dicas para o cuidado diário

Use sempre champô e condicionador adequado ao seu tipo de cabelo: oleoso, normal, seco, misto ou pintado. Utilize uma pequena quantidade de champô e evite coloca-lo diretamente sobre a cabeça. Espalhe-o nas mãos e só depois esfregue nos fios e no couro cabeludo, sempre com a ponta dos dedos (nunca com as unhas). O excesso do produto pode provocar irritação, enfraquecimento da raiz, escamação e até queda.

Enxugue bem os cabelos para retirar o excesso de champô e condicionador. Use um champô anti-resíduos uma vez por semana, o produto elimina impurezas e os resíduos de produtos cosméticos que se depositam nos fios, tornando o cabelo opaco e sem brilho.

Nunca tome banho de água quente, pois ela abre as cutículas do fio. Prefira água morna ou fria. Se puder, dê a última lavagem com água fria. A água fria ajuda a fechar as cutículas e devolve o brilho aos cabelos.

Depois de lavar os cabelos, utilize um produto leave-in que intensifica o tratamento dos produtos hidratantes.

Antes de usar o secador, retire o excesso de água com uma toalha, apenas espremendo os fios. Depois use o secador a cerca de 15 cm de distância do cabelo, em temperatura mínima ou média. Produtos específicos para proteger o cabelo do calor também ajudam evitar que os fios fiquem quebradiços.

Evite o ar condicionado, este deixa o cabelo ressecado e consequentemente mais frágil, retirando o brilho natural.

Para formar uma barreira de proteção dos fios, aplique algumas gotinhas de silicone que ajudam também a selar as pontas duplas.

Evite passar as mãos nos cabelos constantemente, principalmente nos tipos de cabelo oleosos.

A alimentação é um fator muito importante para manter a beleza dos fios. Procure comer alimentos proteicos - como carnes, leite e ovos - e os ricos em vitaminas do complexo B (presentes em cereais integrais, peixes, frutos do mar e vegetais folhosos), que ajudam a nutrir o couro cabeludo.

Proteja os cabelos do sol. Use chapéu e mantenha-os hidratados.

Hidratação simples

A hidratação capilar serve para repor a humidade natural, nutrientes e queratina perdida. São tratamentos a base de queratinas, proteínas, vitaminas, extrato de seda, óleos vegetais, ceramidas, silicone e lanolina. A hidratação constante é uma grande aliada para manter os cabelos saudáveis, brilhantes, sedosos e macios. Dependendo das condições dos fios, a hidratação simple deve ser feita uma vez por semana, a cada 15 dias ou mensalmente.

Hidratação profunda

A hidratação profunda é a mais eficiente de todas, pois contempla nutrientes adicionais em relação aos outros tipos de hidratação. Para que uma hidratação seja 100% eficaz é necessário fazer uso de produtos de qualidade e seguir o procedimento correto.

Cauterização

A cauterização é uma reestruturação capilar. A cauterização ou plástica capilar, como também é chamada, é um tratamento que faz a cicatrização das cutículas do cabelo através de hidratações com produtos especiais. A principal função da cauterização é recuperar a elasticidade do cabelo, já que o tratamento age desde o córtex até as cutículas, por dentro do fio. Ou seja, a cauterização é uma hidratação profunda que sela as escamas dos fios e suaviza as pontas duplas, o que permite eliminar o aspecto espigado dos cabelos.

Um dos principais componentes do cabelo é a queratina. Quando os fios perdem esse nutriente ocorre um desgaste da fibra capilar, os cabelos ficam secos, quebradiços, porosos e sem vida. A cauterização é uma técnica para repor essa queratina perdida. A queratina é o componente essencial do fio, formado por aminoácidos que preenchem as fissuras e recompõem a fibra do cabelo. Além disso, a queratina penetra na cutícula do cabelo, hidratando e restaurando fio a fio, devolvendo a maciez, o brilho e repondo a queratina natural do cabelo.

Durabilidade dos Alisamentos

Para além da técnica aplicada, a qual varia desde o principio activo até o tipo da estrutura do fio, o cliente deverá estar ciente que a durabilidade do efeito liso, também dependerá da escolha dos produtos para a manutenção do pós-alisamento;

Evitar champôs e finalizantes com queratina. O uso consecutivo de produtos a base de queratina poderá causar efeito de resecamento ao fio

Evitar champô sem sal, o uso consecutivo do champô sem sal provoca oleosidade ao fio;

Não lavar o cabelo com água quente;

Não utilize cosméticos a base de silicones e parabenos;

Coloração com oxidações acima dos 20% deverá ser acompanhada com doses de proteínas e Ph que estabeleça o equilíbrio osmótico do fio após a agressão química

Não efectuar cortes com “Navalhas” em processos de Alisamentos;

Não efectuar aplicação de técnicas de cauterização/queratinização ao Cabelo pós-alisamento.

Antes de fazer Alisamentos e/ou Relaxamentos, esclareça todas a suas dúvidas com o Professional especializado na área técnica. Não se deixa levar pela simpatia do técnico e sim pelo conhecimento e experiencia do mesmo.

Para sua segurança, o seu espaço de eleição deverá estar credenciado e identificado na Associação dos Cabeleireiros. Quando fizer uma técnica de Alisamentos e/ou Relaxamento peça sempre informações do “Principio Activo” utilizado na técnica, é de direito do cliente ser informado sobre todo o processo químico, tal como evitar a troca de cabeleireiro, é sempre mais fácil para um técnico perceber as necessidades do seu cabelo quando existe um histórico anterior.

Quando o Cabelo apresenta um aspecto seco e quebradiço, o cliente deve ser aconselhado a tratar dos fios antes de iniciar o processo de Alisamento e/ou Relaxamento, 90% do sucesso do resultado da técnica depende unicamente da Resistência e humidade do cabelo. Não basta hidratar o cabelo com uma película aderente é preciso reconhecer as necessidades do cabelo e ter formação química para conseguir preparar o fio e garantir que o cabelo poderá ser submetido a técnica de Alisamento e/ou Relaxamento sem nenhum risco de danos.

Um bom Profissional deve reconhecer o uso de silicones e parabenos em produtos cosméticos, caso o cabelo apresente resíduos dessa substancia deverá passar pelo processo de limpeza profunda, embora se houver ressecamento, queda e/ou quebra dos fios, o professional deverá evitar o uso de champôs anti resíduos e optar pelo processo de desintoxicação dos fios através do uso do PH (Ponte de Hidrogénio).

TODOS OS NOSSOS PRODUTOS DE COSMÉTICA SÃO LIVRES DE SILICONES, PARABENOS, SLS E ÓLEOS MINERAIS! 

Experimente a nossa nova fórmula Makeover (composta por champô, condicionador e mascara) que deixará o seu cabelo mais brilhante e com efeito liso prolongado. Caso não fique satisfeita com a utilização dos nossos produtos, garantimos a devolução do seu dinheiro.

MECANISMOS DE AÇÃO DO ALISAMENTO

VER +

O cabelo é constituído basicamente pela proteína alfa-queratina que corresponde a 80/90% do peso da massa do cabelo.

O principal aminoácido presente na queratina é a cisteína (36% da composição da fibra capilar), responsável pelas ligações cisteínicas. A cisteína (RSH) pode interagir com outra cisteína da mesma cadeia polipeptídica e formar uma ligação covalente (RSSR). Essas ligações são responsáveis pelas “ondas” que aparecem nos nossos cabelos. A possibilidade de interconversão entre as formas oxidadas (RSSR) e reduzidas da cisteína (RSH), é que permite o cabeleireiro “moldar” o cabelo. Este novo sistema promove o alisamento, o relaxamento dos cachos e a reparação dos danos causados por outros processos químicos numa única etapa.  

Devido à sua capacidade de penetração na fibra capilar, este novo sistema, proporciona mais brilho, restauração, condicionamento, força e resistência à fibra que pode já estar danificada por outros processos químicos.  

Obs: Base activa utilizada no nosso “Alisamento a Laser”.

PRODUTO SEGURO

Descrição da Tecnologia: Oxoacetamide CarbocysteineINCI: Glyoxyloyl Carbocysteine Oxoacetamide Keratin Amino Acids INCI: Glyoxyloyl Keratin Amino Acids.

Avaliações de segurança do produto “Oxoacetamida Carbocisteína e Oxoacetamida Amino Ácidos” foram realizadas por laboratórios, em diferentes situações e comprovaram que se trata de uma substância que não liberta formol em temperatura ambiente (25°C), a 150°C e a 230°C.

Não causa reação dérmica ou sistémica, não é fototóxico, não irritante é para mucosa em doses repetidas.

RESULTADO APÓS APLICAÇÃO

VER +

Dois parâmetros foram levados em consideração para a obtenção dos dados das avaliações:

1. Redução de Volume
2. Redução dos Cachos.

As tabelas abaixo apresentam os resultados dos testes nos diversos tipos de cabelos testados.

Cabelos Caucasianos

Tipo de Cabelo Resultado da redução de volume/cachos
Base lisa, espessura fina, levemente ondulada. 100% de alisamento.
Base lisa, espessura média, ondas marcadas. 100% de alisamento.
Base lisa, espessura média/grossa com pontas cacheadas. 70 - 80% de redução dos cachos. 
100% de redução no volume.


Cabelos Crespos ou Cacheados

Tipo de Cabelo Resultado da redução de volume/cachos
Base lisa, cachos marcados. 70 % de redução de volume.
60 - 70 % de redução dos cachos.
Crespos desde a base. 50% de redução de volume
Muito cacheados. 50 - 60% de redução dos cachos

Obs: Principio Activo usados em alguns Alisamentos nocivos a saúde e a fisiologia do “Fio Capilar”.

O formol

É derivado do Gás Metano que é um gás liberado após a “decomposição” da matéria orgânica. O gás Metano por si só já diz tudo. Ao fazer a escova de formol, o profissional recebe todo o vapor do gás Metano quando aquecido pela chapinha. É altamente tóxico e pode levar à morte quando em contato constante com esse vapor. 

Obs: Principio Activo utilizado para a recuperação de danos causados por outros quimicos.

O Ácido Glioxílico

É extraído do Etanol que é a “fermentação” da matéria orgânica antes que ela chegue à decomposição e se transforme em Gás Metano. É um derivado do ácido formilfórmico, sendo o mais fraco dos aldeídos, mas que quando aquecido em altas temperaturas libera vapor.

A Oxoacetamida Ácida

É uma “molécula modificada” em laboratório do ácido glioxílico e não libera vapor de formol mesmo sendo aquecida a mais de 200º. Possui registro no INCI e numeração CAS dos Estados Unidos que é o Órgão Regulador mais exigente em matéria de produtos cosméticos do mundo. 

Antes de escolher a que tipo de alisamento a que vai recorrer é preciso saber mais sobre o seu tipo de “Fio Capilar".

INFORMAÇÃO ADICIONAL

VER +

Os Nossos Alisamentos Contêm Formaldeído e/ou Glutaral e Ácido Acético?

Não! Para além dos efeitos prejudiciais à saúde a ação do Formaldeído e/ou Glutaral e Ácido Acético não possuem ação de Ativos que agem na base do córtex do fio, capazes de alterar a fisiologia do fibra capilar, proporcionando o efeito liso durável.  Esses elementos são classificados como Conservantes e ao serem aplicados no cabelo, acarretam o efeito impermeabilizante, inibindo a entrada de humidade no fólico capilar, ao passo que o cabelo não consegue receber tratamentos de hidratações, necessários para a manutenção de um cabelo saudável.


As Técnicas de Alisamento provocam o desbotamento da cor do Cabelo?

O desbotamento pode ocorrer, no entanto não é causado pelo produto em si. A mudança de tom após o alisamento ou qualquer outro tratamento ocorre devido há oxidação dos cabelos, causada pela alta temperatura das pranchas. Assim, em cabelos pintados, as pranchas devem ser utilizadas na temperatura máxima de 200°C. Acima disso poderá haver mudança de tonalidade. Devido a redução do PH da base do ativo, esta técnica poderá ser aplicada desde os cabelos negroides até a estrutura do fio mais fino.


O que são os Parabenos

Os Parabenos estão presentes nas composições de quase todos os champôs. Butylparaben, Ethylparaben, Methylparaben, Isobutylparaben e Propylparaben são encontrados em vários produtos, desde desmaquilhantes, champôs, cremes de barbear e pasta de dentes. Estes químicos agem como conservantes, prolongando o prazo de validade inibindo o crescimento bacteriano.

Os Parabenos são usados em dezenas de milhares de produtos e podem ser encontrados em muitos itens – até em alguns produtos alimentares transformados – que têm a pretensão de ser “naturais” ou “hipoalergénicos” (termos que não são regidos por normas ou definições legais).

PORQUE RAZÃO SÃO OS PARABENOS PREJUDICIAIS?

A estrutura química do Parabeno é admiravelmente similar à hormona do estrogénio; A EPA (Environmental Protection Agency) dos Estados Unidos, declara ter sido provado que todos os tipos de parabeno têm efeitos de desregulação endócrina. Quando os produtos que contêm Parabenos são aplicados na sua pele, estes são absorvidos pelo seu corpo e podem ser confundidos com o estrogénio, perturbando o sistema endócrino; o estrogénio em demasia – ou imitadores de estrogénio – podem causar grandes problemas incluindo aumento de peso, retenção de líquidos, depressão e possivelmente até cancro.

O único espaço que oferece o certificado de garantia dos alisamentos de cabelo ao nossos clientes.